quarta-feira , 19 setembro 2018
Início / E muito mais... / Dica: Profundidade dos sulcos do pneu

Dica: Profundidade dos sulcos do pneu

Programando pegar a estrada com a família nas férias de julho? Então responda rápido: quando foi a última vez que você prestou atenção na profundidade dos sulcos dos seus pneus?

Rafael Astolfi, gerente de Assistência Técnica da Continental Pneus, lembra que realizar periodicamente a mensuração dos sulcos para verificar se eles já atingiram 1,6 mm ou menos, momento em que devem ser substituídos, é fundamental para garantir uma direção segura.

Essa informação pode ser facilmente obtida verificando os indicadores de desgaste (TWI) incorporados aos sulcos circunferenciais dos pneus. Quando o desgaste da banda de rodagem coincidir com essas marcações, ele deve ser substituído. Vale lembrar que transitar com pneu careca pode resultar em multa e adição de cinco pontos no prontuário do motorista.

É possível também medir a profundidade dos sulcos utilizando uma moeda de R$ 1,00. Se o anel dourado desaparecer ao ser inserido no sulco você pode rodar com seu carro sem problemas. Caso o contrário, os pneus de seu veículo devem ser trocados imediatamente.

“Recomendamos uma profundidade mínima de 3 mm para que o pneu possa ser utilizado com segurança e, em caso de pista molhada, tenha a capacidade de drenar a água adequadamente. Os sulcos são essenciais para esse processo. Abaixo dessa medida, os pneus vão perdendo rapidamente a sua eficiência e a aderência, o que aumenta exponencialmente o risco de perda de contato com o solo, especialmente sob condições meteorológicas adversas”, destaca Rafael Astolfi.

Um exemplo prático: um carro rodando em uma pista molhada a uma velocidade de 80 km/h calçando pneus com 3 mm de profundidade de sulco levará uma distância de até dois veículos para parar totalmente. Com sulcos de 1,6 mm essa distância dobra, ou seja, pode chegar a até quarto veículos. Em terreno seco a distância de frenagem também é maior.

“Os pneus são o único ponto de contato entre o carro e o asfalto. Todas as forças transmitidas para a via são feitas através de uma área equivalente à de um cartão postal. Em uma situação crítica, é o pneu que determina se o carro pode parar em tempo ou se ele permanece seguro ao fazer uma curva. Quando a sua segurança e a de sua família pode ser colocada em risco, cada milímetro do sulco conta”, conclui o especialista da Continental Pneus.

Sobre Nilton Saciotti

Nilton Saciotti é publicitário e jornalista (MTB – 04871) passou por agências PA Publicidade (Grupo Pão de Açúcar), Master Comunicação e Arvore Sul. Em 1996 especializou no jornalismo automotivo com programas de TV nas afiliadas do SBT, Record e Rede Mercosul no Paraná e em 2017 completou 850 páginas publicadas sobre carros durante 15 anos no Jornal Bem Paraná (Ex Jornal do Estado) em Curitiba.

Além disso, verifique

Volvo Trucks apresenta solução de transporte do futuro

  A Volvo Trucks está apresentando na Europa um novo tipo de veículo de transporte …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

*